Stupid Brains – Julho de 1992

Algumas coisas foram se solidificando no primeiro semestre de 1992: seriam um trio, o nome ficaria PINHEADS mesmo e os ensaios seriam na casa do Dudu. Já tinham um extenso set list, cada vez mais bem ensaiado e equilibrado. Bad Religion e Ramones eram as bandas preferidas do trio no momento e delas vinham a maioria dos covers. Paulo aprendeu a tocar contra-baixo sozinho e conseguia cantar e tocar sem muitos problemas. O rapaz já era metade da banda e estava empolgado!!!

Pinheads BronxApresentações em casa de amigos, em festas da turma de arquitetura do Júlio e no DANC (Diretório Acadêmico de Medicina da UFPR, curso no qual Paulo era calouro) faziam com que o trio fosse se acostumando a tocar ao vivo e traziam alguns amigos freqüentadores nos shows. No dia 21 de março de 92, foram convidados para abrir um show para a Hallucination Band (Hoodoo Gurus Cover) no Bronx (no Largo da Ordem) executando apenas músicas dos Ramones.

O set list base era o álbum ao vivo Locolive com o adicional de algumas canções menos óbvias, como We Want The Airwaves, I´m Affected, Palisades Park e Outsider. Tocaram cerca de 33 músicas em 90 minutos, com poucos erros e muita energia. Muitos amigos na platéia. No pogo, destaque para o amigo Tibério, que ostentava um invejável rasgo nos joelhos de sua calça jeans. Público, banda e casa de show ficaram satisfeitos, mas era hora de começar a fazer música própria.

Primeiros meses

Primeiros meses

A vontade de compor as suas próprias músicas veio naturalmente. Afinal, três adolescentes na faixa dos 17 anos se levam meio a sério e têm a necessidade de escrever alguma coisa além de pichação com o nome da sua banda em muros do centro da cidade. Paulo deu o ponta-pé inicial e veio com letra e música pronta. A letra anti-políticos e o punk rock 3 acordes de Stupid Brains foi a primeira música dos PINHEADS.

“The world in which we live is similar to hell/ we can´t walk down the streets the risk is everywhere/ you could ask who is guilty of the situation we´re in/ the answer is still clear the minority we voted for

They don´t care about you! Uh, uh, uh! They don´t care about the truth! Uh, uh, uh! Only care about theirs minds! Uh, uh, uh! All they want is more!

Corruption, desperation, hunger, death and poverty/ People don´t do anything to change this situation/ They burn billions of trees to become a little richer/ The answer is still clear the minority we voted for”

Deixe um comentário

Arquivado em 1992

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s